Educação

 Durante mais de três décadas, como consultor em Educação e professor, tenho dedicado parte do meu tempo de trabalho desenvolvendo ações voltadas para o pensar, criar, atuar, avaliar e formar, contribuindo para a defesa de uma Educação criativa, moderna, principalmente aquela que traça uma linha direta com a descoberta, validação e valorização dos aspectos culturais de indivíduos, coletivos e instituições. Toda esta pauta terá especial atenção do mandato.

– Criar propostas para a valorização dos professores em três níveis: formação, atuação e remuneração.

– Desenvolver programas e ações para a criação da “cultura da acessibilidade” nas escolas públicas (leia mais no Eixo de propostas sobre acessibilidade).

– Propor ações ligadas a noções de Consumo Consciente, Cidadania e Empreendedorismo Criativo no âmbito das escolas públicas.

– Investir na qualificação da gestão financeira das caixas escolares.

– Fortalecimento de programas públicos, privados ou voluntários que tenham como objetivo o desenvolvimento de ações de formação humana, empregabilidade, cultura, cidadania, empreendedorismo, voluntariado social e protagonismo em escolas e também em seu entorno.

– Incentivo a práticas de ação formativa de professores para atividades utilizado ferramentas digitais – um dos grandes desafios apontados por muitos educadores que estiveram em trabalho remoto com seus alunos. Apesar da rede pública municipal não ter vivenciado diretamente esta situação, é bem provável que por algum tempo tenhamos ou um modelo híbrido de educação em nossas escolas (presencial + remoto) ou uma alternância de momentos presenciais com outros remotos. Preparar nosso educadores para isso é uma forma de dar-lhes condições de exercício profissional mais confortável e humano.

– Como metodologia institucional de apoio à LEI Nº 10.917, DE 14 DE MARÇO DE 2016, em seu Anexo I, Estratégia 1.7, que trata da implementação de ações de prevenção à evasão escolar motivada por maus-tratos, trabalho infantil, abusos sexuais e qualquer forma de exclusão social, discriminação ou preconceito por sexo, raça, etnia, deficiência física e cognitiva, religião e condição socioeconômica, instituir a SEMANA MUNICIPAL DE COMBATE À EVASÃO ESCOLAR NO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, envolvendo amplos segmentos em sua concretização.

× Fale comigo agora